• Fisiologia e manuseio pós-colheita do pimentão


O correto manuseio durante e após a colheita é importante para garantir a qualidade sensorial, nutricional e microbiológica dos alimentos assim como para reduzir as perdas. As perdas pós-colheita impactam a sustentabilidade dos sistemas agroalimentares nas três dimensões: econômica, social e ambiental. Elas reduzem a disponibilidade e aumentam o preço dos alimentos comprometendo a segurança alimentar. Elas também têm um grande impacto sobre o meio ambiente seja pelo uso em vão de recursos naturais escassos para produzir alimentos que são descartados, seja pela geração de lixo que é enviado para lixões e aterros sanitários (HIGH LEVEL PANEL OF EXPERTS ON FOOD SECURITY AND NUTRITION,2014).

O pimentão, como as demais hortaliças, é um alimento perecível cujas perdas podem ser consideráveis quando as necessidades de manuseio durante a após a colheita não são atendidas. Essas perdas podem ser quantitativas, quando se referem à fração do alimento que não é consumido, mas descartado, ou qualitativas, quando se referem ao decréscimo da qualidade sensorial, nutricional e/ou microbiológica do alimento ainda próprio para consumo.

A presente publicação é parte integrante de uma parceria entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Embrapa Hortaliças com o objetivo de estabelecer as normas para a Produção Integrada do Pimentão. Ela se propõe a servir de literatura de apoio para a tomada de decisões quanto ao manuseio pós-colheita da cultura de acordo com os princípios da Produção Integrada.

A Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) está focada na adequação de sistemas produtivos para geração de alimentos e outros produtos agropecuários de alta qualidade e seguros. Os produtos agrícolas certificados pelo Mapa e pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) como oriundos de produção integrada são produzidos de acordo com práticas sustentáveis de produção e consequentemente são mais saudáveis para o consumo, garantindo ainda menor impacto ambiental do que produtos convencionais e a valorização da mão
de obra rural (BRASIL, 2015).

O presente texto foi divido em duas sessões. Na primeira, são apresentados os principais processos metabólicos que levam à deterioração pós-colheita dessa hortaliça. Na segunda, são apresentadas as principais recomendações técnicas para o adequado manuseio do pimentão durante e após a colheita de modo a garantir a manutenção de sua qualidade entre a colheita e o consumo.

Editora: Embrapa
Autora: Milza Moreira Lana
Ano: 2017
Nº Páginas: 74
Acabamento: Brochura
Formato: 17x24cm
ISBN: 978-85-7035-662-8

Fisiologia e manuseio pós-colheita do pimentão

  • Editora: Embrapa
  • Autor: Milza Moreira Lana
  • Disponibilidade: Em estoque
  • R$ 25,00

Produtos relacionados

Enxertia em Hortaliças


 Formas de pagamento:

     

 contato@ciodaterralivraria.com.br 
  (19) 3433-1987
 Cnpj: 06.267.698/0001-92
 End. Av. 9 de Julho, 1229 - Piracicaba-SP